Durante muitas décadas, a região onde hoje se encontra o município foi considerada inóspita e improdutiva. Pro volta de 1980, Alberto Rodrigues da Cunha pediu à sua filha que elaborasse um projeto de loteamento, onde seria construída uma cidade. Após meses árduos de trabalho e dedicação, a localidade já contava com uma estrutura básica. Em 21 de Agosto de 1982, o loteamento urbano foi finalizado com a colocação da pedra fundamental da cidade. Em poucos anos, centenas de famílias mudaram para o lugar, que se transformou em uma potência agropecuária, sendo atualmente um dos maiores produtores de soja e milho do Estado. Emancipada em 18 de fevereiro de 1991, a pequena e tranquila Chapadão do Céu possui largas avenidas e ruas arborizadas, dispondo de várias praças e parques urbanos. Principal portal de entrada para o Paque Nacional das Emas, conta com uma infinidade de atrativos naturais como as diversas quedas d’água e corredeiras formadas pelos rios Formoso, Prata e Sucuriú.

Parque Nacional das Emas

Principal unidade de conservação do bioma cerrado do planeta, foi criado em 11 de janeiro de 1961 e abrange uma área de aproximadamente 132.000 ha. A 27 km de Chapadão do Céu, por estrada de terra, é considerado uma das melhores áreas preservadas do país para observação de fauna e flora e pesquisa científica. Diferencia-se dos demais parques devido ao fato da maioria de suas trilhas serem percorridas de carro. Os animais avistados com maior frequência são as emas, a coruja e os veados-campeiros, além de uma enorme variedade de pássaros. Com sorte, o visitante poderá se deparar com tatus, tamanduás-bandeira, lobos-guarás e cachorros-do-mato. Em relação à fauna, são encontrados buritis, ipês amarelos, jatobás, pequis, guapevas, gabirobas, araticuns, mangabas, muricis, entre outros. Para conhecer o parque, é obrigatório o acompanhamento de guia local.

Saltos 1 e 2 do rio Prata: formado pelas águas cristalinas do rio Prata, o Salto 1 possui 6 m de altura e um amplo poço rodeado por pedras , por isso o banho não é recomendado. Próximo a ele, a partir de uma trilha de nível médio de dificuldade, pode-se acessar o Salto 2, com uma queda de 8 m e piscinas naturais. Outro atrativo que pode ser visitado é a singela Gruta do Prata, a poucos metros do Salto 2. Imprescindível o acompanhamento de guia local.

Corredeiras do rio Formoso: de fácil acesso, é o trecho do rio Formoso que oferece as melhores condições à prática de esportes náuticos. Anualmente, realiza-se nessas corredeiras uma das etapas da Copa Brasil de Canoagem.

Parque Lago das Garças: com uma boa infra-estrutura de lazer e esporte, dispõe de piscinas, quadras, pistas para caminhada, lanchonete e área de recreação para crianças. Situado às margens do Lago das Garças, oferece o mais belo pôr do sol de Chapadão do Céu.

Prainha do rio Formoso: bem próxima à cidade, trata-se de uma área de recreação e lazer bastante frequentada por crianças e adultos. Conta com uma pequena queda d’água seguida de poços no rio Formoso. A vegetação em seu entorno está bem preservada, com diversas árvores e plantas.

Salto 1 e 2 do rio Sucuriú: também conhecido como Cachoeira do Requeijão, o Sato 1 do rio Sucuriú possui uma queda livre de 12 m de altura, seguida por cascatas e corredeiras. Na sua margem esquerda, as íngremes escarpas oferecem uma visão panorâmica de toda a região. Logo após o primeiro salto, um canyon se prolonga por 2 km até o Salto 2, considerado a mais imponente queda de Chapadão do Céu. Com 40 m de altura, esse salto dispõe de pequenas piscinas naturais e poços para banho. Para visitar os saltos, é extremamente recomendado o acompanhamento de guia local.